Facebook lança câmera para o Messenger que copia o Snapchat

O Facebook anunciou o lançamento da Messenger Camera, uma atualização para a câmera do aplicativo de conversas. O novo recurso possibilitará que usuários tirem fotos e decorem-nas com filtros, texto, desenhos, stickers e até mesmo máscaras 3D, de maneira muito semelhante ao Snapchat.

Segundo a empresa, a nova câmera do Messenger deverá começar a ser disponibilizada em alguns dias para os usuários. A decisão de investir nesse recurso veio da percepção de que as pessoas estão interagindo cada vez mais por meio de imagens e cada vez menos por texto. Segundo o Facebook, mais de 2,5 bilhões de emojis, fotos, stickers e vídeos são enviados por dia no Messenger.

Mudanças

Ao abrir o aplicativo, a câmera ficará muito mais fácil de se acessar após a atualização. Segundo a empresa, um botão de obturador aparecerá no centro da parte inferior do aplicativo. O botão será decorado com ícones sazonais e, ao ser clicado, abrirá a câmera. Isso pode ser feito de qualquer página do aplicativo, e já permite tirar fotos e prosseguir para a etapa de editar e acrescentar efeitos à imagem.

Nessa etapa, haverá um espaço dedicado a artes originais e efeitos especiais para decorar as fotos. Também será possível utilizar máscaras 3D semelhantes aos filtros animados do Snapchat, algo que o Facebook provavelmente desenvolveu com a compra do MSQRD. Essas ferramentas, segundo a empresa, foram desenvolvidas com o auxílio de “artistas e influenciadores do mundo todo”.

Uma novidade interessante é que, ao que parece pelas fotos de divulgação do aplicativo, também será possível aplicar filtros artísticos semelhantes aos do Prisma nas imagens. Todos os recursos podem ser combinados para criar imagens mais interessantes.

Onde já vi isso antes?

Se alguns desses recursos lhe parecem familiares, não é à toa: boa parte deles é copiada diretamente do Snapchat. Desde que não teve sucesso na compra do aplicativo de vídeos e imagens efêmeras, a rede social de Zuckerberg vem criando cópias claras dos principais recursos do rival para seus próprios aplicativos.

Esse caso começou com o lançamento do Instagram Stories, que praticamente clonava o Snapchat dentro do Instagram. Desde então, a clonagem de recursos continuou. O Instagram logo começou a notificar usuários quando alguém tirava print de suas histórias, e essas coisas podem de fato estar impactando o crescimento do Snapchat.

Ao mesmo tempo, o Facebook seguiu criando outros aplicativos que tentavam clonar o Snapchat. A rede social criou filtros para selfies semelhantes aos da concorrente, e lançou até mesmo um aplicativo separado que era basicamente um Snapchat mais leve (e que curiosamente foi lançado apenas no Brasil).

Fonte: Olhar Digital


Deixe seu comentário